Blog

Regras de etiqueta para visitar um recém nascido By Enfermeira Carmen

Visitas… aqueles seres bem intencionados mas que não o sabem ser .

Por isso mesmo o post de hoje é para elas. 

O momento do nascimento é algo que envolve recolhimento do casal, para conhecerem o seu bebé, recuperarem fisicamente do parto, das noites em claro… e (muito importante) para namorarem!

E claro que este momento por ser tão exigente exige ajuda! Ajuda e apoio da família e amigos… mas até certo ponto e de forma construtiva.

Quando esta ajuda já ultrapassa alguns limites e põe em causa a dinâmica do casal temos que impor alguns limites claro.

Mas num pós-parto, a mulher estará mais sensível devido à parte hormonal, e estes limites podem não ser estabelecidos. Pelo que o companheiro é fundamental para ajudar nestas logísticas familiares.

As visitas mais próximas devem ser pensadas e avisadas pelo casal com devida antecedência para que possam saber quais as tarefas que serão atribuídas no pós-parto.

Ah! Pensavam que iam cuidar do bebé? Não, isso é importante que sejam os pais a fazê-lo para conhecerem o seu bebé e perceberem como está a evoluir.

ATENÇÃO: também não é preciso proibir a avó de mudar a fralda… uma de vez em quando para os pais descansarem pode fazer todo o sentido e ajudar muito! Porém as visitas não substituem o papel dos pais, nem o deverão fazer. 

O que as visitas precisam de saber?

  • Um bebé recém-nascido é frágil e a sua imunidade ainda está a ser construída, pelo que se estiver doente não visite o bebé, não dê beijos, não pegue no bebé se acabou de fumar ou não lavou as mãos!
  • O bebé recém-nascido precisa de um ambiente calmo e tranquilo ao seu redor, portanto disponibilize ajuda, mantenha o tom de voz calmo e sereno com decibéis adequados (quem fala mais alto tipo Cristina Ferreira deve ter alguma moderação, mas também não precisa de estar sempre a sussurrar) .
  • A mulher pode precisar de tempo para si por isso retire-se no momento da amamentação (a mãe pode não se sentir à vontade com a presença do sogro a ver as maminhas, não é verdade! Quem se sente e está tudo bem… está tudo bem, também  )
  • Se tem dúvidas sobre o que está certo fazer ou não, questione os pais! Perguntar é sempre uma boa opção… Por isso ligue antes de aparecer, faça visitas curtas para que os pais possam descansar.
  • Se a visita quer ajudar pode ter sempre opção de realizar alguma tarefa doméstica ou burocracia para tratar , que vai aliviar muito os recém-pais! Sugira se precisam de ajuda neste sentido
  • Seja cuidadoso com as palavras quando visitar um recém-nascido, porque eles podem não entender a nossa língua mas sentem o poder e significado das intenções e acima de tudo, aqueles pais também o vão sentir. Um comentário menos positivo pode destruir a confiança de uma mãe/pai e colocar em causa todo a sua aprendizagem neste momento. Aceitam-se sugestões, sem que sejam imposições ou comentários menos positivos ou construtivos

Partilhem esta informação para que o momento do pós-parto seja mais harmonioso na vossa família.

Lembrem-se sempre que deverá haver um equilíbrio e que é normal os familiares querem estar convosco e conhecer o bebé, mas que por outro lado também deverão saber e conhecer os seus limites.

Apoio e ajuda no pós-parto são sempre bem-vindos!

Não se isolem, mas também não façam do momento das visitas uma maratona onde têm que fazer sala… Este não é o momento para tal porque o vosso bebé precisa de vocês mais do que nunca.

Partilhem com os familiares e falem abertamente sobre estas questões com o companheiro, para que vos possa ajudar.